O que é controle de qualidade por biologia molecular

A biologia molecular está transformando a dinâmica dos laboratórios de controle de qualidade de microrganismos em vários ambientes. O que antes dependia da microbiologia clássica, agora é digital. Análises genéticas substituíram dias de espera de crescimento em placas de petri. Do analógico para o digital, o DNA não é mais o futuro, é o presente.

A metodologia molecular pode ser utilizada em qualquer análise que envolva microrganismos. Desde o controle de medicamentos, ambientes controlados, passando pela produção de alimentos, pecuária e agricultura. Em todas essas produções é possível verificar a presença de patógenos como salmonella, listeria, fungos ou qualquer outro alvo de forma segura, rápida e descomplicada.

Além da procura por contaminantes a “biomol” simplifica a busca por organismos em produtos bioativos, desde os utilizados na agricultura, como inoculantes e biocontrole até os alimentos como kefir, Kombucha e levain. Análises genéticas específicas verificam a presença e quantificam esses microrganismos bem feitores.

Técnicas

A biologia molecular possui diversas metodologias e tecnologias disponíveis. É preciso entender a necessidade de cada caso para determinar qual delas é a mais eficiente para o controle de qualidade. Hoje vamos destacar duas das mais indicadas para o controle de qualidade na indústria: o RT-PCR e o microbioma.

RT-PCR

Uma das mais utilizadas para o controle de qualidade é o RT-PCR, ou q-PCR, a mesma metodologia do teste padrão ouro para a COVID-19. Essa metodologia busca alvos específicos e ainda pode quantificá-los.

Vantagens: Ela é rápida, segura e carrega a precisão do DNA. O tempo de análise, desde o preparo das amostras e o tempo do aparelho, não passa de cinco horas. O aparelho não tem um custo muito alto e o valor por amostra tem um excelente custo-benefício.

Como saber se é a melhor para minha produção: Se você sabe o que está buscando, essa é a técnica mais indicada. Ex: precisa buscar contaminantes específicos: salmonella, listeria, fungos etc. Ou ainda precisa verificar presença e quantidade de organismos bioativos como: inoculantes, biocontrole, kefir, Kombucha etc.

Como utilizar:

Existem duas formas de implantar a biologia molecular no controle de qualidade. A primeira é equipar o laboratório com um RT-PCR, treinar a equipe e adquirir os kits específicos às suas necessidades para os ensaios. A maior vantagem deste formato está no tempo, se uma resposta rápida agrega valor ao processo de produção e você precisa de um grande volume de análise, esse é o melhor formato. A desvantagem está no investimento inicial, é preciso adquirir a tecnologia, entretanto existem modelos de comodato que podem ser considerados.

Mas se o tempo não é algo tão relevante e seu volume não é tão grande, existem empresas especializadas que oferecem esse serviço. A vantagem está em não precisar equipar a sua estrutura de laboratório, a desvantagem é que as amostras precisarão ser enviadas e processadas em um outro ambiente, o que demanda mais tempo. Contudo, ainda é mais rápido e mais seguro que a metodologia clássica de análise.

Microbioma

Outra metodologia genética que pode ser utilizada no controle de qualidade é o microbioma. Com este método se analisa todos os microrganismos presentes na amostra. É muito eficiente quando se tem um problema, mas não se sabe qual é a origem da contaminação.

Bactérias, fungos, vírus podem ser identificados nesta análise. Com essa tecnologia é possível saber, por exemplo, que tipo de bactérias habitam um espaço controlado, como a UTI de um hospital ou uma área de produção de alimentos, por exemplo. A mesma técnica pode estudar a saúde do solo e dizer que microrganismos estão presentes naquele espaço de terra e quais as interferências para o plantio.

Vantagens: Descobrir a origem de problemas que ainda não foram identificados. Controlar ambientes que precisam estar livres de contaminação.

Como saber se é a melhor para minha produção: Se você não sabe qual microrganismos pode estar causando problema em sua produção, o microbioma dará essa resposta. Se você tem um ambiente controlado, que precisa ficar livre de patógenos, o controle por microbioma é a melhor opção.

Como utilizar:

O microbioma necessita de um aparelho de sequenciamento genético de grande porte para ser realizado, por isso, a não ser que você tenha um grande volume de amostras mensais, a melhor opção é escolher uma empresa especializada para realizar o serviço.

Conclusão

A biologia molecular está disponível em vários formatos para transformar o controle de qualidade e levá-lo a era digital. No entanto, é necessário um estudo para entender qual é o modelo mais eficiente para cada caso. A GoGenetic trabalha com seus clientes para contribuir nesta transformação. Além da prestação de serviços para as mais diversas análises genéticas, também desenvolve produtos específicos para que o controle por “biomol” ocorra dentro das próprias empresas.

Já oferecemos Kit moleculares para salmonella e para inoculantes. Se você está procurando uma empresa parceira para implantar a biologia molecular em seu controle de qualidade, venha conversar conosco.